E aí jogadores!?

Atari ou Odyssey? Mega Drive ou Super Nes? Xbox One ou PS4? O mercado é bem variado e a concorrência ajuda na qualidade desses produtos. Mas, porque existem os famosos Fanboys? A atitude de ser um Fanboy sempre existiu, mas essa expressão tomou forma e ficou muito popular nas redes sociais e em sites acerca de games. Ela quer dizer que o  fã de uma determinada marca ou produto defende sua escolha de uma certa forma que passa a dar mais valor ao produto adquirido e menos valor à seus concorrentes. É muito comum que o motivo seja sem qualquer embasamento técnico, ou então o fanboy cria esse motivo. Gostar de um tipo de produto não tem relação alguma com o detrimento de outro. Não faz sentido. Todas as empresas têm seu valor. Cada uma foca em aspectos diferentes do seu produto.

maxresdefault-3

Fonte: DigitalFoundry. Comparação gráfica e de framerate do jogo The Wicther 3: Wild Hunt rodando no Playstation 4 e Xbox One – Será que existe alguma diferença real?

É sabido que as empresas de games estão criando várias PI’s (propriedades intelectuais), ou seja, jogos exclusivos. Isso é muito bom. Exige que a concorrência faça o mesmo. Esse pode ser outro motivo para ser um Fanboy, certo? Errado. Uma determinada plataforma não precisa ser odiada por não ter um Gears of War ou um God of War ou um Mario Kart. Como foi dito acima, a sua escolha não gera ódio, ou não deveria.

O que a ciência diz sobre isso? Pesquisas dizem que os Fanboys não querem proteger somente a marca que eles tanto amam. Eles querem se proteger. Em 2012, o Journal of Consumer Psychology fez um experimento com voluntários acerca da temática. O resultado mostrou que pessoas muito apegadas à uma determinada marca sofrem problemas de autoestima quando suas marcas favoritas recebem críticas ou são julgadas de forma negativa. Elas se sentem pessoalmente atacadas e são afetadas por isso.

Conforme o estudo acima, o melhor é não se apegar, pois irá sofrer com isso. Gostar de games é como gostar de ver um filme, ler um livro, admirar um quadro ou ouvir uma boa música. É arte. Será que faz sentido ser Fanboy? Só quem perde é quem não aproveita o melhor de todas as plataformas.

O que importa é jogar e se divertir!

Vejam um vídeo da DigitalFoundry:

Escrevam nos comentários, curtam e compartilhem nas redes sociais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Website