E aí jogadores!?

O Brasil está passando por uma fase política muito delicada. Em meio à isso, as operadoras de internet fixa querem limitar nossa internet com franquias de dados. Caso isso ocorra, será o fim de vários serviços e profissionais que dependem da internet, inclusive o mercado de games, este que depende diretamente do uso constante da rede, tanto para baixar os games, que chegam a mais de 60 gigas, atualizações, que chegam aos 20 gigas, quanto para jogar online ou fazer transmissões.

Só para termos uma idéia, a proposta da Vivo para a franquia seria a seguinte:

  • Banda Larga Popular 200 kb/s: 10 GB
  • Banda Larga Popular 1 e 2 Mb/s: 10 GB
  • Vivo Internet 4 Mb/s: 50 GB
  • Vivo Internet 8 e 10 Mb/s: 100 GB
  • Vivo Internet 15 Mb/s: 120 GB
  • Vivo Internet 25 Mb/s: 130 GB

Na prática não funciona. Vamos usar como exemplo a velocidade de 10 Megabits/s. A taxa de transferência chega a aproximadamente 1,25 Megabytes/s, logo, no fim do mês teríamos 3,24 Terabytes de dados (sem contar os uploads)  e não apenas 100 Gigabytes como mostra a proposta, ou seja, já existe um limite e que só é atingido caso o usuário esteja conectado 24 hs por dia durante os 30 dias. A nova proposta seria um limite adicional e nunca seria o suficiente, logo, obrigando o consumidor a comprar mais dados.

A novidade é que a Anatel realizou uma coletiva e afirmou que a culpa são dos gamers:

Não esqueçamos que o mercado de games já fatura mais de US$ 1 bilhão por ano no Brasil, porém alguém precisa avisar a Anatel.

 

Vejam um vídeo bem explicado, do ponto de vista de um jurista, sobre o caso:

 

O que podemos fazer?

Assinem a petição online e divulguem na internet, enquanto ainda podemos.

Petição: AVAAZ.ORG

Escrevam nos comentários, curtam e compartilhem nas redes sociais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Website